quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Concurso Nacional de Leitura - 1ª Fase

        Informam-se todos os alunos do Ensino Secundário inscritos para a 1ª Fase do Concurso Nacional de Leitura que, por se terem esgotado, na nossa Biblioteca Escolar, os exemplares das obras de leitura obrigatória, as mesmas se encontram disponíveis em formato PDF, neste Blogue, no separador acima identificado como "BE-digital".

Lembra-se que as obras de leitura obrigatória para esta fase são: Tanta Gente, Mariana de Maria Judite de Carvalho e o conto "Maria Moisés" in Novelas do Minho de Camilo Castelo Branco.

BOAS LEITURAS!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Concurso Nacional de Leitura

Já foram selecionadas as duas obras para o Concurso Nacional de Leitura, fase da escola, para o 1º escalão (3º ciclo). Trata-se de “ História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar” de Luís Sepúlveda e “ O Mundo em que vivi” de Ilse Losa.

Quanto ao 2º escalão (Secundário) as obras selecionadas são: "Tanta Gente Mariana" de Maria Judite Carvalho  e "Maria Moisés"  in "Novelas do Minho" de Camilo Castelo Branco. 


Os alunos devem fazer a inscrição na biblioteca ou junto dos respetivos professores de Língua Portuguesa até ao dia 23 de novembro.
A prova que selecionará os alunos para a Prova Distrital realizar-se-á no dia 4 de janeiro de 2013. 



Esta é a história de Zorbas, um gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.

Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...
Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luis Sepúlveda oferece-nos neste seu livro já clássico uma mensagem de esperança de altíssimo valor literário e poético.



"... através de breves episódios, este romance conduz-nos em crescendo de emoção desde a primeira infância rural de uma judia na Alemanha, pelos finais da Primeira Grande Guerra Mundial, até ao avolumar de crises (inflação, desemprego, assassínio de Rathenau, aumento da influência e vitória dos Nazistas) que por fim a obrigam ao exílio mesmo na eminência de um destino trágico num campo de concentração. (...). Assistimos aos rituais judaicos públicos e domésticos, a uma clara atracção alternativa entre a emigração para os E.U. e o sionismo. A acção é desfiada numa sucessão de fases biográficas progressivamente dramáticas - e nós acabamos por participar afectivamente de um destino ao mesmo tempo muito singular e muito típico, que bem nos poderia ter cabido. Um romance de características únicas na leitura portuguesa - e emocionalmente certeiro".
Óscar Lopes


Obras do 2º escalão (secundário): Tanta Gente Mariana e Maria Moisés (in Novelas do Minho)





segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Que tal comemorar o mês da BIBLIOTECA ESCOLAR com música e letra de Julian Smith?
Seguramente,  todos irão aprender, cantar e, talvez, coreografar esta canção.
Diverte-te!
 
 At home
Sitting in my favorite nook
My girls trying to get me eat some dinner she cooked
Im reading a book, girl
I'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
On the shoulder
I got pulled over
Pigs trynna get me, roll my window lower
Im reading a book, pig
Im reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
Why are all these people always interrupting me
What i gotta do to try to make them see
(don't you ever interrupt me while i'm reading a book)
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
(don't you ever interrupt me while i'm reading a book)
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
I'm at the library, where they call me a crook
I never even pay for my library books
I take them from the shelf
And if anyone looks i say
Im reading a book, man
Im reading a book
At a stupid birthday party for some stupid kid
Take a book from a present
They were supposed to be his
Now i'm about to find out what happens to captain hook
(j/julian-smith-lyrics/i_m-reading-a-book-lyrics.html)
Cause i'm reading your book, kid
I'm reading your book
Why are all these people always interrupting me
What i gotta do to try to make them see
(don't you ever interrupt me while i'm reading a book)
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
(don't you ever interrupt me while i'm reading a book)
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
If you ever interrupt me
You can bet your gonna see
The nasty me, the nasty me, the nasty me
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
(don't you ever interrupt me while i'm reading a book)
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever interrupt me while i'm reading a book
(don't you ever interrupt me while i'm reading a book)
Im reading a book, i'm reading a book
Dont you ever inte…

Dia da Biblioteca Escolar - Desdobrável comemorativo






22 de outubro de 2012
Dia da Biblioteca Escolar
Visite a Biblioteca
Usufrua dos seus recursos!

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Dia Mundial da Alimentação – Atividades


Com a colaboração da professora Anabela Cabugueira, os alunos do 9º Ano celebraram, na Biblioteca, o Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro, com a apresentação de trabalhos que estimulam o consumo de alimentos saudáveis.
Divulgar as potencialidades e benefícios de um vasto número de frutos, legumes e outros alimentos  foi o principal objectivo desta exposição que atraiu muitos visitantes interessados em obter informação para uma alimentação mais saudável.



segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Outubro - Mês Internacional das Bibliotecas Escolares


TABELA PERIÓDICA

          Alunos portugueses da Escola  Secundária Infante D. Henrique, no Porto, apoiados por um núcleo de estágio dessa mesma escola,  colaboraram na construção de uma interessante Tabela periódica promovida em concurso pela revista Chem 13 news da Universidade de Waterloo no Canada...
         Este trabalho apresenta um formato interactivo muito interessante.
         Procure o elemento com o nº atómico 63 (Európio) criado pelos alunos portugueses acima referidos e  aprecie a criatividade de todo esse trabalho aqui.

Saiba mais sobre estes alunos e sobre o projecto nesta ligação.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Dia de la Hispanidad

A nossa biblioteca também comemora o "Dia de la Hispanidad" mostrando alguns trabalhos dos alunos de espanhol.
Visita a exposição e, aí, poderás folhear algumas obras famosas da literatura hispânica.






segunda-feira, 8 de outubro de 2012


DIA DE LA HISPANIDAD

 

El 12 de octubre se celebra la Fiesta Nacional de España y el Día de la Hispanidad.

En esta fecha se rememora la llegada de Colón a tierras americanas pensando que eran Las Indias, cuando en realidad estaba descubriendo un nuevo continente.
El 12 de octubre de 1492, tras una larga y dura travesía, Rodrigo de Triana avistó la isla de Guana aní, situada en el Caribe, a la que llamaron San Salvador.

Colón no llegó a Las Indias, pero puso el pie en un nuevo continente que hasta la fecha era desconocido para los europeos: fue entonces cuando nacieron los lazos culturales y lingüísticos entre España y América que perduran hasta nuestros días.

En esta fecha se celebra además la festividad de la Virgen del Pilar, patrona de España y de la Hispanidad.

 


Os alunos, a professora de Espanhol e a BE/CRE irão comemorar este dia com a exposição de alguns trabalhos realizados pelos discentes. Fica, aqui, também, um pequeno filme sobre este dia.

http://www.youtube.com/watch?v=mUXbjP957E8&feature=share&list=PL283FE06F1A70714D

Outubro: Mês das Bibliotecas Escolares

It's a book ...

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Outubro: Mês Internacional das Bibliotecas Escolares





22 de outubro
Dia da Biblioteca Escolar

Está a decorrer o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares tendo sido declarado o 22 de outubro como o Dia da Biblioteca Escolar, em Portugal.
A nossa BE convida todos os seus utilizadores a participarem na celebração desta data através da realização de trabalhos subordinados ao tema global: Bibliotecas Escolares - uma chave para o passado, presente e futuro. Pretende-se, desta forma, demonstrar a importância da Biblioteca Escolar na herança e património de saberes, no domínio da informação e gestão de conhecimentos, na capacidade de gerir as mudanças e de formar cidadãos interventivos.
De acordo com os vários níveis de escolaridade, os trabalhos poderão ser apresentados em diferentes formatos: texto, cartaz, banda desenhada, PowerPoint, vídeo.
Os melhores trabalhos serão premiados e devidamente divulgados.
Para mais informações contacta a tua B.E.

Participa!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Celebração do Dia Europeu das Línguas

Opiniões dos alunos de espanhol do 9º B:


Las lenguas son importantes para comunicar.

Las lenguas son importantes para convivir.

Hablar idiomas es cultura.

Las lenguas son importantes para conocer personas.






terça-feira, 18 de setembro de 2012

26 de setembro - DIA EUROPEU DAS LÍNGUAS

26 de setembro - DIA EUROPEU DAS LÍNGUAS
A União Europeia e o Conselho da Europa tomaram a iniciativa de comemorar o Ano Europeu das Línguas em 2001 e, desde então, o dia 26 de setembro é consagrado às línguas europeias.
A Europa possui um imenso património linguístico: 23 línguas oficiais e mais de 60 línguas regionais ou minoritárias, além das línguas faladas pelas pessoas de outros países e continentes que vivem na Europa.

 Para comemorar esta diversidade linguística e fomentar a aprendizagem das línguas, e visto que as línguas são um dos fundamentos da construção europeia, essa iniciativa deu origem ao Dia Europeu das Línguas, que tem três objetivos: sensibilizar as pessoas para o plurilinguismo na Europa, cultivar a diversidade cultural e linguística e incentivar as pessoas a aprenderem línguas, dentro e fora do contexto escolar.

Além de prosseguir esses objetivos, o dia 26 de setembro é também uma ocasião para celebrar. Todos os anos, são organizadas centenas de eventos em toda a Europa relacionados com as línguas: espetáculos, animações para crianças, jogos musicais, cursos de línguas, programas de rádio e de televisão, conferências …

Línguas oficiais da UE

A União Europeia tem 23 línguas oficiais e de trabalho: alemão, búlgaro, checo, dinamarquês, eslovaco, esloveno, espanhol, estónio, finlandês, francês, grego, húngaro, inglês, irlandês, italiano, letão, lituano, maltês, neerlandês, polaco, português, romeno e sueco.

O primeiro regulamento da UE sobre o seu regime linguístico foi aprovado em 1958. Especificava que as línguas oficiais e de trabalho da UE eram o alemão, o italiano, o francês e o neerlandês, isto é, as línguas dos países membros da altura. À medida que mais países foram aderindo à UE, o número das línguas oficiais e de trabalho foi aumentando. Todavia, o número destas é inferior ao dos Estados-Membros, uma vez que algumas são comuns a mais do que um país. Por exemplo, na Bélgica, as línguas oficiais são o alemão, o francês e o neerlandês e, em Chipre, a maioria da população fala grego, que é a língua oficial do país.

Línguas regionais e minoritárias


A UE tem uma política positiva em relação às línguas regionais e minoritárias, consagrada na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia, cujo artigo 22º estabelece que "A União respeita a diversidade cultural, religiosa e linguística."

 

Não te esqueças:

 

Aprender uma língua estrangeira constitui um desafio.

 

Aprender uma língua estrangeira ajuda a abrir portas.

 

Todos podem e devem aprender línguas!

 

 

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Finalmente ... as férias!

Agora que os exames chegaram ao fim, é tempo de um merecido descanso! 
A nossa Biblioteca Escolar deseja a todos os alunos, seus encarregados de educação, professores, funcionários  e restante comunidade aguiarense, umas EXCELENTES FÉRIAS DE VERÃO!

Fonte: BE da Escola Básica de Telheiras

E como um livro é sempre um amigo à vossa disposição...  não  se esqueçam de o incluir na vossa bagagem de férias!

BOAS FÉRIAS e BOAS LEITURAS!!!

sexta-feira, 6 de julho de 2012

quarta-feira, 6 de junho de 2012

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Resultados da Iniciativa "Como seria a vida sem os Media?"


01 JUNHO, 2012

 Resultados da iniciativa "Como seria a vida sem os media?"














A iniciativa Como seria a vida sem os media?, lançada pela Rede de Bibliotecas Escolares e Plano Nacional de Leitura em colaboração com o Gabinete dos Meios de Comunicação Social, já tem slogans vencedores:


     - no grupo de alunos do 1º/2º ciclos de ensino básico: Sem os media ao teu lado estavas sempre desligado  da autoria de Ana Carina Sousa Ferreira, do Agrupamento de Escolas de Castro Daire.
     - no grupo de alunos do 3º ciclo/ensino secundário:  Sem os media uma tortura, com os media uma loucura!  da autoria de Diogo Calado, da Escola Secundária c/ 3º ciclo de António Gedeão, Almada. 


O prémio definido, um tablet, será entregue aos alunos vencedores em data a combinar com as respetivas escolas/ agrupamentos.


Participaram na iniciativa mais de 80 agrupamentos de escolas/ escolas autónomas, com um total de 113 slogans. Para além dos dois vencedores, o júri considerou existirem outros dois slogans que mereciam ser destacados, pelo que decidiu atribuir-lhes um Diploma de Menção Honrosa. São estes:


  1º/ 2º ciclos - Sem os meios de comunicação a nossa vida seria um mega apagão da autoria de Mariana Duarte, do Agrupamento de Escolas de Penacova.
        3ºciclo /sec. - Queres ir para o deserto? Sem os media estás lá perto! da autoria de Renata Neves Caetano, do Instituto de Promoção Social de Bustos, Oliveira do Bairro.

Fonte: Rede das Bibliotecas Escolares

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Os exames estão aí!

É tempo de preparar os exames!


       Para os alunos do ensino secundário, junho não significa a proximidade das férias. Quem frequenta o 10.º e 11.º anos percorre ainda o caminho rumo ao ensino superior, para os do 12.º esse momento é agora. A pensar nos estudantes e nos pais, o EDUCARE.PT dá algumas ideias sobre como ultrapassar esta etapa.


       O calendário avança e o nervosismo cresce. Dos exames nacionais depende o futuro dos que veem na Universidade um sonho a alcançar. A expectativa é grande, sobretudo para os candidatos aos cursos com médias muito elevadas. Mas não há milagres. O acesso à tão desejada vaga não se faz da noite para o dia. Apenas um estudo realizado ao longo do ano escolar garante um final feliz. Com a primeira fase dos exames nacionais do ensino secundário marcada de 18 a 26 de junho, e a segunda entre 13 e 18 de julho, o EDUCARE.PT deixa alguns conselhos sobre como estudar.
Andreia Lobo I 2012-o5-28
Podes ler todo o artigo em www.educare.pt


Encontra, neste vídeo, da mesma fonte, alguns conselhos para evitares a ansiedade e o stress.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Concurso: Um dia sem os media


 Como seria a vida sem os media?

Após divulgação do concurso, promovido pela  RBE e PNL, em colaboração com o Gabinete dos Meios de Comunicação Social, em que se pretendia que os alunos criassem uma frase que representasse a ideia de uma vida sem as tecnologias e aplicações de comunicação, muitos foram os professores com as respetivas  turmas e alunos  que quiseram participar, pois o prémio anunciado era deveras aliciante.
Assim, o júri selecionou, entre centenas de frases/slogans, aqueles que melhor conseguiram traduzir a questão: Como seria a vida sem os media?
A aluna vencedora foi Inês Leal da Costa, do 9º A. O júri, também, atribuiu menções honrosas aos alunos Jorge Costa do 9º A e Luís Vaz do 8º B.   

Frases/ideias seleccionadas:

Telemóvel, meu amigo,
Minha janela aberta ao mundo!
Eu contigo, tu comigo,
Ligados por um elo profundo.
Quem precisa de 80 dias para dar a volta ao mundo? MEDIA… Liga-te! 

Inês Ferrão Leal da Costa, 9º Ano, Turma A nº15

Os MEDIA, um tempero para a vida…
Sem eles, um sabor a menos na nossa vida!

Jorge Costa, 9º Ano, Turma A, nº 19


Um dia sem as tecnologias… era regressar ao pretérito (im)perfeito!

Luís Miguel Ferraz Vaz, 8º Ano, Turma B, nº 18

Parabéns a todos os participantes.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Exposição


Exposição: Planeta cor de Água


Com a organização da área disciplinar de Biologia e Geologia e com o patrocínio de uma operadora de telecomunicações, está a decorrer na Biblioteca do edifício da Escola Secundária, depois de ter estado na escola sede, uma exposição subordinada ao tema “Planeta cor de Água”.
Além de vários cartazes informativos, os visitantes podem visualizar um vídeo onde se realça a importância da água. Vivemos num planeta que se chama Terra, mas mais de 70% da sua superfície encontra-se coberta por oceanos. É graças à água que existe vida no nosso planeta. A água marca os ritmos do clima, cria e recria paisagens e dita a vida e a morte de todos os seres vivos.
Desde a descrição do símbolo químico da água à explicação minuciosa do seu ciclo natural, o visitante encontra uma vasta informação sobre este bem precioso que todos temos que aprender a preservar.
Como força criadora de paisagens, como elemento essencial à vida ou como fonte de energia, a água tem sido também fonte de inspiração artística e possui um forte simbolismo em religiões e mitologias.
Visita a exposição e aprecia como a água se insere em todas estas e muitas outras temáticas.
No fim poderás testar os teus conhecimentos através de um pequeno jogo e receberás um brinde surpresa.

















terça-feira, 22 de maio de 2012

Alunos criativos - 2


Seguindo o modelo do conto “Um segredo” de Rosa Lobato de Faria, o aluno Pedro Matos, do 10.º C, redigiu o seguinte relato autobiográfico de um objeto que era muito querido a alguém:

      Tic-tac, tic-tac. Dançam os meus ponteiros a este som das rodas dentadas. Dançam num palco de brilhantes traços e números, contando as voltas do mundo até que as baterias se gastem.
     Os meus braços roxos que outrora abraçavam o pulso de uma rapariga de cabelos loiros, abraçam, agora, o de um rapaz que desejava poder chamar “amor” àquela jovem. Sei disto, porque ele me conta. Tudo o que ouço, guardo como um segredo e as revelações que estão agora guardadas nos meus ponteiros são as deste rapaz. Ele já me perguntou quais os segredos que eu sabia da minha antiga dona, mas não obteve nenhuma resposta, pois eu sou um relógio e a única coisa que sei dizer é…tic-tac, tic-tac.
Fonte: http://3.bp.blogspot.com/_I5ku6JmeJEA/S1wu470lJ8I/AAAAAAAABgU/r6Ii0xQActg/s320/rel%C3%B3gio+1010.jpg


Seguindo o mesmo modelo do conto “Um segredo” de Rosa Lobato de Faria, também o aluno André Cruz do 10.º C redigiu o seguinte relato autobiográfico de um objeto que lhe é muito querido:

Fonte: http://www.dv247.com/assets/products/37113_l.jpg

      Desde os meus leves e finos cabelos de nylon ao meu extenso e forte braço, eu vos venho falar da minha vida que apenas tem um dono.
     Logo que o vi, apreciei o seu estilo, as suas mãos, os seus olhos e apercebi-me logo que tinha chegado a hora de deixar as minhas colegas e sair, de uma vez por todas, daquela pequena loja, ao fundo da rua.
     Nasci há cerca de três anos numa pequena vila a norte de Munique, na Alemanha, numa enorme fábrica de divino encanto. Sou feita de uma madeira intensa e tenho um tom que lembra o pôr-do-sol.
     Desde então, tem sido quase como um amor platónico, o que sinto pelo meu dono. As suas mãos suaves e agressivas ao mesmo tempo encerram um contraste estranhamente agradável. Fui batizada como Bianca mas, na verdade, sou uma Epiphone LP 100. Com o meu amo, sinto-me realizada!

Baseado no conto “Um segredo” in «Os Linhos da avó» de Rosa Lobato de Faria.


NOTA: Felicitamos os alunos que realizaram estes bons trabalhos e nos permitiram a sua publicação com os títulos Trabalhos criativos 1 e Trabalhos criativos 2.
 Parabéns aos autores e à professora que os incentivou à criação!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Alunos criativos - 1


Seguindo o modelo de um poema de José Saramago (“Receita” de Os Poemas Possíveis), os alunos redigiram os seus próprios poemas / “receitas”, que aqui publicamos, com a colaboração da professora Adozinda Fontoura:



Receitas para ser feliz

I
Tome-se uma pessoa alegre
Com confiança e motivação,
Três gotas de alegria e muita diversão.
Quando esta solução já ferve,
Junta-se-lhe uma alma gémea
Com carinho e doçura.
Um grama de sofrimento
E resultará um coração de um grande comprimento.

Catarina Almeida e Vítor Abreu, 10.º A

II
Tome-se um ser ansioso,
Que deseje liberdade,
Que nada tenha de invejoso
E só queira a felicidade.
Junte-se-lhe uma dose de amor,
uma pitada de sorrisos,
talvez uma flor e
uma carrada de amigos.
Acrescente-se um pouco de esperança
E a alegria está garantida,
Pois entrando na dança
A vida parece mais florida.

Isabel Moreira, Diogo Gonçalves e Carlos Teixeira, 10.º A

III
Tome-se uma criança sonhadora,
Um jardim verde com flores,
Muitos amigos verdadeiros,
Vontade de sair à rua e brincar.
Quando o preparado já ferve,
Deita-se uma pitada de loucura,
De gargalhadas e diversão e,
Assim, o sorriso de uma criança verão.

Adriana Guedes e Bruno Bastos, 10.º A


IV
Tome-se um coração a transbordar de amor,
Uma mão cheia de amizade verdadeira,
Uma pitada de sorte para dar sabor,
Uns gramas de ambição para sermos os primeiros;
Uma família que dê grandes doses de responsabilidade,
Um sopro de sinceridade para não perder o juízo,
E uma humildade ainda maior do que isso.
Vai-se pondo um pé à frente do outro,
Avançando cada dia mais um pouco.
Só se é feliz sendo louco.

Bruna Teixeira, Paula Fenta, Margarida Teixeira, 10.º B

V
Tome-se uma pessoa vulgar,
Pronta para desfrutar e amar.
Junte-se-lhe uma tonelada de amor,
Um olhar verdadeiro,
uma  vontade que não pode ser quebrada
Kg de carinho e
Muito amigos verdadeiros.
Decore-se com flores, rios e sonhos de criança,
Conseguindo, assim, uma felicidade imensa.

Diana Batista, Patrícia Portelinha, Lígia Macedo e Isabel Ferreira, 10.º B

VI
Tome-se um jovem vulgar
Misture-se amor e compreensão
Com pitadas de doçura e paixão.
Muitas colheres de paz, respeito e carinho
E, assim, ele nunca ficará sozinho.
Acrescentem-se-lhe kg de amizade
Coloque-se na vida e
Ele irradia felicidade.

Mónica Jesus, Inês Queirós, Jorge Granja, Sara Macedo, 10.º C



Receitas para fazer um bom aluno

I
Tome-se uma criança motivada,
Uma prateleira de livros coloridos,
Lápis, cadernos e borrachas.
Junte-se-lhe vontade de descobrir e crescer.
Quando o preparado já ferve,
Deita-se uma pitada de confiança,
Grãozinhos de amor e motivação.
Na pauta, os resultados se refletirão.
Adriana Guedes e Bruno Bastos, 10.º A

II
Tome-se um jovem como nós,
Adiciona-se-lhe paciência, regras,
Assiduidade e muita força de vontade.
Junta-se tudo e vai ao forno da escola
Durante alguns anos letivos
E, assim, se obtém um aluno
Apetitosamente bem-sucedido.

Alexandra Teixeira e Margarida Borges, 10.º A

Receitas para o amor

I
Tome-se uma mulher e um homem fiel
Um coração grande e cheio de doçura
Duas pitadas de carinho e uma colher de mel
Quando a paixão já arde
Acrescenta-se um pouco de loucura.

Mónica Carvalhais e Nicole Moreira, 10.º A

II
Tome-se uma mulher e um homem
Acrescente-se uma colher de compreensão
E uma boa dose de paixão.
Junte-se, ainda, uma pitada de carinho,
A amizade, a alegria e o respeito, devagarinho.
Por fim, vai ao forno da vida
Crescendo mais e mais.
Coloca-se-lhe uma cobertura de confiança
E um pouco mais de calor
E este casal irradiará o amor.

Cíntia Rodrigues, Gil Magalhães, Miguel Rodrigues, 10.º C


Receita para a amizade

Tomem-se jovens bem-dispostos,
Palavras de encorajamento.
Misturem-se-lhe desabafos, lágrimas e os afetos do momento.
Junte-se-lhe, ainda, pitadas de brincadeiras,
E gargalhadas verdadeiras.
Vão-se formando fortes laços
Que ninguém pode quebrar.
Reforça-se tudo com abraços
Para a amizade perdurar.

Rita Dias, Sofia Rodrigues, Sabina Teixeira, 10.º B


Receita para fazer um herói

Tome-se um homem com uma grande força interior
Envolva-se num forte e saudável corpo.
Coloque-se perante um verdadeiro desafio.
Junte-se-lhe a persistência e a confiança
Espere-se, depois, que vá chegando cada mais longe
E decore-se com folhinhas de louro.

João Cristiano, Alexandre Mendes e Ricardo Ferreira, 10.º B